Palácio da Justiça recebe Zeca Aquino e Banda

Show contou com participação especial de Seu Jorge.           O Palácio da Justiça de São Paulo encerrou a noite de ontem (12) com uma programação especial: recebeu a banda do decano da Corte, desembargador José Carlos Gonçalves Xavier de Aquino, vocalista do grupo – Zeca Aquino e Banda. A participação especial de Seu Jorge – famoso cantor brasileiro – foi o grand finale do show, que durou cerca de uma hora, e agradou magistrados, servidores e público em geral. Nas primeiras fileiras, à frente do palco, no Salão dos Passos Perdidos, integrantes do TJSP aguardavam a performance musical do vocalista Zeca Aquino e sua banda. Nas primeiras cadeiras, onde estavam os desembargadores do Conselho Superior da Magistratura (CSM) Manoel de Queiroz Pereira Calças (presidente), Artur Marques da Silva Filho (vice-presidente), Geraldo Francisco Pinheiro Franco (corregedor-geral da Justiça) e Fernando Antônio Torres Garcia (presidente da Seção de Direito Criminal) propalava a atmosfera harmoniosa e descontraída que reina entre os candidatos que se predispuseram a concorrer às eleições para o próximo biênio na Corte paulista.         Ao subir ao palco, Zeca Aquino cumprimentou o público: “É com muita satisfação que, de forma inimaginável, estou tocando no Salão dos Passos Perdidos, principalmente para mim que escondi que era músico por mais de 20 anos”. Antes de soltar a voz, o decano confidenciou que “o responsável por eu estar aqui hoje é o desembargador Sebastião Amorim, que quando ocupava o cargo de presidente da Apamagis, solicitou-me que voltasse a tocar, a fim de demonstrar que juiz é gente como outra pessoa qualquer”. Ele voltou para a música decidido a destinar toda verba arrecadada à Cruz Verde, uma associação referência no tratamento de paralisia cerebral grave.          Das 13 canções executadas pela banda, 12 são composições do desembargador e vocalista do grupo. Muitas das canções foram escritas em homenagem a pessoas queridas – amigos, parentes e personalidades –, que inspiraram Zeca Aquino a demonstrar os sentimentos de carinho e admiração por meio de sua música. A primeira canção do show, Não tenha medo de mim, baby, foi uma homenagem à atriz e modelo Luiza Brunet, devido à agressão que ela sofreu por parte do marido à época. Já a canção Em um dia iluminado, foi composta para saudar o artista plástico Antonio Peticov, amigo do decano há mais de 50 anos.         “Muitos colegas me chamavam de juiz roqueiro, coisa que fui nos anos 1960, então resolvi compor um rock depois de assistir Billy Joel no Madison Square Garden e resolvi fazer um rock”, anunciou ao interpretar a canção Ressaca. Remexendo meus guardados foi outra composição feita como tributo a avó do decano: “Remexendo meus guardados / Ontem encontrei / Esses versos que falavam / Coisas que nem sei /De volta ao passado / Bons momentos revivi / Ao reler aquela prosa / Seu perfume eu senti”, diz um trecho da canção.         A penúltima música, Língua de Trapo, Zeca Aquino escreveu para memorar justamente o tempo em que deixou de cantar. ”Deixei a música, mas felizmente ela não me deixou”, disse, anunciando, em seguida, a tão aguardada chegada de Seu Jorge ao palco. “Vou chamar um grande amigo; parceiro que responde pelo nome de Jorge Mario da Silva, que é o seu, o meu, o nosso Jorge!” Ovacionado pelo público, Seu Jorge cantou com Zeca Aquino a última música do show, Conversa de Bêbado, numa apresentação contagiante.         Juntos há quase uma década, a banda tem na formação atual os músicos Renato Porchelli, no contrabaixo; Michel Freidenson, no teclado; Fares Júnior, na guitarra; Norival D’Angelo e Ademir Dancona, na bateria. Além de vocalista, Zeca Aquino é também o idealizador do grupo, que atua com finalidade muito mais filantrópica que profissional.         “Todos da banda atuam como músicos profissionais, tocam e gravam com persos artistas de renome no Brasil e exterior. Mas, quando recebemos um chamado do Zeca, sempre damos um jeito de atender. Temos esse extremo respeito e ficamos muito felizes quando podemos participar de eventos como esse”, disse o tecladista e coordenador da banda, Michel Freidenson. “A banda foi criada em um contexto de amizade. Nossos vínculos pessoais ultrapassam as questões profissionais. Toda a banda se dispõe a participar, deixar seus compromissos profissionais para apoiar esse trabalho bonito que o Zeca faz de doações e apoio a instituições de caridade”, completou.         Mantendo o propósito de arrecadar doações e apoiar instituições, o evento de ontem também pulgou amplamente a doação opcional de um quilo de alimento para entrada no espetáculo. Ao final, foram arrecadados mais de 80 quilos de alimentos não perecíveis – arroz, feijão, café, e outros – que serão destinados, como de costume, para a Associação Cruz Verde.         Participaram ainda do evento: o presidente em exercício da Seção de Direito Público, desembargador Antônio Carlos Malheiros; o ex-presidente do TJSP, desembargador José Renato Nalini; o ex-presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE SP), desembargador Mario Devienne Ferraz; e o ex-presidente da Seção de Direito Público, desembargador Ricardo Mair Anafe; o desembargador João Carlos Saletti; além de magistrados, advogados, servidores do TJSP e público em geral.                    imprensatj@tjsp.jus.br
13/11/2019 (00:00)

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Previsão do tempo

Hoje - São Paulo, SP

Máx
31ºC
Min
21ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - São Paulo...

Máx
30ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva a

Quarta-feira - São Paulo...

Máx
22ºC
Min
18ºC
Chuva

Quinta-feira - São Paulo...

Máx
27ºC
Min
19ºC
Chuvas Isoladas

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.
Visitas no site:  917292
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.