Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Lamachia desagrava advogado durante ato público em Juiz de Fora

Brasília (DF) – Durante sua passagem pela Subseção mineira de Juiz de Fora – onde proferiu palestra sobre o momento político do país – o presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, conduziu nesta quarta-feira (11) o ato de desagravo público a favor do advogado Alexandre Franz Carvalho.O ato aconteceu no início da tarde, em frente ao Fórum Benjamim Colucci, e reuniu dezenas de profissionais da advocacia após convocação da OAB Juiz de Fora. O fato que gerou o desagravo se deu em uma audiência, da qual Alexandre foi retirado durante seu exercício profissional por ordem do juiz de direito da 2ª Vara cível, Luiz Guilherme Marques.Lamachia promoveu o desagravo em frente ao Fórum. “Me dirijo diretamente ao Alexandre para fazer o uso da palavra. E ao ver um colega com essa postura, com essa retidão, com tamanha firmeza ao enfrentar a situação adversa com coragem e determinação, estou aqui a dizer enquanto presidente nacional da Ordem que tenho grande honra em ver a advocacia bem representada por vossa excelência. Receba, em nome de mais de um milhão de advogados e advogadas, a nossa solidariedade”, disse.O presidente enfatizou, ainda, que “o ato de desagravo público é, antes de mais nada, o momento em que a instituição presta solidariedade a um colega agredido, desrespeitado nas suas prerrogativas profissionais, garantidas por lei federal”. Guilherme Freire de Andrade Ramos, presidente da Comissão de Prerrogativas da OAB Juiz de Fora, também se pronunciou. “O momento é de tristeza e reflexão por causa da flagrante violação de prerrogativas, mas ao mesmo tempo ficamos felizes ao ver a união da advocacia materializada com a presença de tantos colegas aqui reunidos. Nenhum fato como este será jogado para baixo do tapete, todos os colegas vítimas de desrespeito serão atendidos com o mesmo destemor”, afirmou.O advogado desagravado, Alexandre Franz Carvalho, também se pronunciou no ato. “Na mesma medida em que devemos respeito às autoridades públicas, merecemos e precisamos ser respeitados. Nossas prerrogativas não são privilégios, são ferramentas que a advocacia deve ser usar enquanto parte indispensável à administração da Justiça. Nossa profissão é uma verdadeira missão”, encerrou. Além de Lamachia e dos demais citados, estiveram no ato a vice-presidente da OAB-MG, Helena Delamonica, como presidente interina da Seccional; o tesoureiro adjunto da OAB-MG, Adriano Cardoso, que coordena a força-tarefa de desagravo público; o presidente da Comissão de Prerrogativas da OAB-MG, Bruno Cândido; o vice, Cristiano Volpe; e o secretário-geral da Subseção, Alexandre Atílio, representando a diretoria local.
Fonte:
OAB
11/10/2017 (00:00)
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.